Rede de Bibliotecas do Concelho de Cuba

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

Documentos da Rede

Protocolo de Cooperação Manual de Procedimentos do Portal

Ana Paula Figueira - outubro 2014

Ana Paula Figueira Este mês, o destaque vai para uma autora alentejana: Ana Paula Figueira. Ana ...

Concurso Nacional de Leitura 2018

A BEC (Biblioteca escolar de Cuba) participa, como é habitual, no Concurso Nacional de Leitura,...

dezembro 2016

Em dezembro há férias, logo...há tempo para ler +!Eis as nossas sugestões par o mês de dezembro:Pré...

  • Documentos da Rede

    Quinta, 11 Março 2010 17:52
  • Ana Paula Figueira - outubro 2014

    Terça, 28 Outubro 2014 10:34
  • Concurso Nacional de Leitura 2018

    Terça, 09 Janeiro 2018 12:43
  • dezembro 2016

    Segunda, 12 Dezembro 2016 14:42
  • CONVITE: Apresentação do Livro de Jorge Serafim "A Minha boca parece um deserto"

    Sexta, 30 Maio 2014 08:50
Rede de Bibliotecas do Concelho de Cuba

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

De acordo com os objetivos delineados pela International Association of School Librarianship (IASL), a Rede de Bibliotecas Escolares resolveu declarar o dia 25 de Outubro, como o Dia da Biblioteca Escolar, este ano dedicado ao tema "Diversidade, Desafio, Mudança - tudo isto na Biblioteca Escolar". Durante o mês de outubro, as bibliotecas escolares dinamizam os seus espaços com diferentes atividades. A BE de Cuba publicará, brevemente, a calendarização das atividades a desenvolver de 18 a 25 de outubro.

 

A Mala das lengalengas

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A Mala das Lenga-lengas

A Biblioteca da Mala Aviada chegou a Cuba, à Biblioteca Municipal, com a mala das Lenga-lengas. Sorte das duas turmas de 3º ano que, no passado dia 27 de setembro, puderam ouvir lengalengas, participar na reconstrução de textos orais e, mais importante, construir textos a rimar. Segue o testemunho, em registo fotográfico, das atividades realizadas.

Os textos dos alunos estarão brevemente disponíveis no blog da BE em http://biblioecuba.blogspot.com/ 

Actualizado em Terça, 28 Setembro 2010 10:41
 

A biblioteca e o novo ano escolar

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

   Setembro marca o regresso dos estudantes à escola.
   Novos e antigos colegas, novos e antigos professores.
   Começar de novo.

   Sentir de novo o cheiro dos livros acabados de comprar ou herdados de amigos ou irmãos.
   Retomar ou iniciar hábitos.


No retomar do percurso escolar dos alunos, as bibliotecas começam a ser reconhecidas pela sua ação enquanto estrutura central de apoio às aprendizagens. Apesar do curto período de existência, a Biblioteca Escolar de Cuba (BEC) tem apostado no apoio ao desenvolvimento do currículo, mas também em alargar as suas atividades à comunidade local, através de projetos que privilegiam e potenciam a cultura do contexto em que esta se insere. Partindo deste pressuposto, desenvolvemos e continuaremos a desenvolver, em articulação com a Biblioteca Municipal de Cuba, o projeto "Do dizer ao Escrever, Percursos na Leitura".

Actualizado em Segunda, 13 Setembro 2010 11:20 Continuar...
 

Luto na Literatura Nacional

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Luto na Literatura Nacional

  

Matilde Rosa Araújo (1921-2010)               José Saramago (1922-2010)

“Cavalinho, cavalinho
Que baloiça e nunca tomba;
Ao montar meu cavalinho
Voo mais do que uma pomba!"

- Vês, mãe? Já sei ler!
- Disparate, miúda, sabes lá ler! Ainda não andas na escola há um mês, como é que sabes ler?
- Mas tu ouviste, mãe! Eu li-te o "Cavalinho, cavalinho"!
- Decoraste, e agora queres convencer-me que lês?
- Leio, mãe. Vê bem: escolhe uma palavra para eu ler.
A mãe colocou o dedo sob a palavra “cavalinho”.
- Ah!, É fácil: cavalinho.
A mãe espantou-se, mas retrucou:
- É fácil, pois, é a palavra mais repetida. Parva é que tu não és. Vejamos esta! – disse, indicando  a palavra “montar”.
- Montar – disse, prontamente.
- Esta?
- Tomba.
- Ó homem, vem cá ouvir isto! A nossa filha já lê!
O excerto de um poema que é um marco na vida de tantas gerações de crianças. A autora do poema? Matilde Rosa Araújo, n’O Livro de Tila. A escritora, que no dia 6 de julho morreu, aos 89 anos, na sua casa, em Lisboa, fez as delícias literárias de várias gerações. Publicou cerca de duas dezenas de obras para crianças, mas não foi só: a sua vida destacou-se, também, pela dedicação aos problemas e direitos das crianças. Vários prémios - melhor livro para a Infância atribuído pela Fundação Calouste Gulbenkian em 1996; Grande Prémio de Literatura para Criança da Fundação Calouste Gulbenkian, em 1980; prémio para melhor livro estrangeiro, O Palhaço Verde, atribuído pela associação Paulista de Críticos de Arte de São Paulo, Brasil, em 1991 – atestam o seu valor literário. Honras em vida, confirmadas com a atribuição do grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, em Maio de 2004. Honras na morte com velório  na sede da Sociedade Portuguesa de Autores, em Lisboa e a atribuição da Medalha de Honra do município de Cascais à escritora.
De acordo com a Agência Lusa, um inédito da autora, Florinda e o Pai Natal, será publicado em Outubro. Ficamos à espera!
                                                      Que tristeza, Matilde,
                                                     Que saudades, minha amiga!

Mas o luto literário começou mais cedo, no dia 18 de junho, com a morte de José Saramago. O escritor, segundo noticiou o Público,” encontrava-se doente em estado "estacionário", mas a situação agravou-se” (publico.pt, 18/06/2010). Em sequência da sua morte, o corpo foi cremado e as cinzas ficaram em Portugal. Várias obras literárias testemunham o valor de Saramago como grande nome da literatura universal. Se o primeiro romance do autor, Terra do Pecado (1947), não é tão conhecido do grande público, o próprio Saramago desvalorizava o livro e não o incluía na sua bibliografia, Levantado do Chão, que escreveu mais tarde, em 1980, tornou-o um escritor com nome. Uma obra bem conhecida do público juvenil é o Memorial do Convento, que os alunos do secundário estudam. Outras obras, muitas delas envoltas em polémica, (são polémicos os escritores que, com desassombro e com arrojada visão do futuro, interpelam os homens e os poderes do seu tempo”, diz Carlos Reis, citado pelo Público), revelam José Saramago a nível mundial: O Ano da Morte de Ricardo Reis , A Jangada de PedraHistória do Cerco de Lisboa, Ensaio sobre a Cegueira, Todos os Nomes,… 
 

Actualizado em Quinta, 08 Julho 2010 16:13 Continuar...
 

6ª. Edição do Concurso Literário nacional Fialho de Almeida

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

O Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Cuba, lança a 6ª. Edição do Concurso Literário nacional Fialho de Almeida, na modalidade de conto.
Tendo como figura tutelar o escritor Fialho de Almeida, como grande vulto da Literatura Portuguesa e com profundas ligações ao concelho de Cuba, este concurso tem como objectivos promover novos escritores de língua portuguesa, valorizar a cultura cubense, promover a escrita criativa e valorizar a expressão literária.

Pode consultar aqui o regulamento do concurso

Actualizado em Sexta, 09 Julho 2010 09:56